Atentados em Paris: mais um atentado de falsa bandeira, cujo objetivo é ter um pretexto para atacar a Síria e derrubar Assad.

Esqueça toda a baboseira divulgada pelas emissoras sionistas sobre os atentados terroristas em Paris. Trata-se de mais um atentado de falsa bandeira, cujo objetivo é ter um pretexto para atacar a Síria e derrubar Assad.  O “Estado Islâmico” não passa de uma ferramenta para convencer a “comunidade internacional” de que é necessário assassinar Assad, da mesma forma como fizeram com Saddan Hussein e Muamar Kadafi.

Jacob Rothschild e Rupert Murdoch querem o petróleo da Síria para transformar Israel no maior produtor regional

EUA, Israel e Europa querem o gás e o gasoduto da Síria

A máfia Rothschild quer o petróleo de todo o Oriente Médio, atacar a Síria, o Irã e posicionar as tropas da OTAN contra a Rússia.

As próprias notícias confirmam que os EUA arma, financia e treina os terroristas e junto com eles estão os europeus que financiam os terroristas do ISIS através da compra de petróleo roubado da Síria.

Em vários artigos foi alertado que o sionismo internacional iria perpetrar outro atentado terrorista orquestrado pelas agências de inteligência como a CIA, Mossad e Mi6. Os ataques em Paris têm o selo destas agências com a contribuição dos regimes terroristas da Arábia Saudita e Turquia. A fonte ideológica wahabita takfiri dos mercenários enviados por eles têm sua origem na Arábia Saudita.

Novos ataques podem ocorrer em outros países e poderia ser inclusive nuclear. Tudo sendo preparado para gerar o pânico entre a população e que a opinião pública aceite uma guerra aberta contra a Rússia.

Tropas dos EUA foram enviadas à Síria. Para quê? Nunca atacaram o “Estado Islâmico”. Pelo contrário, são eles os financiadores, junto com Israel.

As emissoras de TV sob controle sionista querem colocar o Ocidente em guerra contra o Oriente. Adinastia Rothschild e seus sócios querem a Terceira Guerra Mundial e a querem já!

Os verdadeiros terroristas vestem terno de milhares de dólares, possuem o controle da mídia, das multinacionais, dos bancos, do narcotráfico e dos governos. São membros exclusivos da Comissão Trilateral, Clube Bilderberg, CFR, Americas Society e vários outros organismos globalistas.

Ou o mundo acorda para esta realidade ou perecerá em mais uma guerra mundial criada pela banca internacional sionista.

Tradução: Google Tradutor

(28-10-2015) O presidente sírio, Bashar al-Assad renovou sua acusação de que os estados ocidentais como a França estão apoiando grupos “terroristas” em conflito de seu país, em uma reunião na quarta-feira com uma delegação parlamentar francesa.

Vários países da região e do Ocidente, incluindo a França, continuam até agora apoiando o terrorismo, dando cobertura política aos grupos terroristas na Síria e na região“, disse ele em visita a três legisladores de direita, citadas pela agência de notícias estatal SANA.

Assad disse que o terrorismo era “a principal causa do sofrimento do povo sírio … junto com o embargo imposto à Síria“, advertindo que era “um fenômeno internacional que nenhuma fronteira pode evitar que se espalhe”.

Autoridades sírias classificam a todos os opositores do regime como terroristas.

Adotando uma linha dura sobre o conflito da Síria que custou mais de 250.000 vidas desde 2011, o presidente francês, François Hollande, disse na semana passada: “Nada deve ser feito para reforçar a Bashar al-Assad, que é o problema, e não pode, portanto, ser a solução.”

Mas, com a crescente pressão dentro da França para suavizar a posição sobre Assad e buscar um compromisso, o legislador da oposição Jean-Frederic Poisson, parte da delegação que chegou em Damasco na terça-feira, disse que qualquer acordo “requer, necessariamente, um diálogo com o presidente sírio

VIA: https://caminhoalternativo.wordpress.com/

Please follow and like us:

Você pode gostar também

One thought on “Atentados em Paris: mais um atentado de falsa bandeira, cujo objetivo é ter um pretexto para atacar a Síria e derrubar Assad.”

  1. Na tua opinião, depois que o Eixo Ocidental se estabelecer com firmeza no mundo árabe e deixar toda a região a merce de Israel, qual será o próximo alvo? Ainda existirá alguma região que não se curvou diante da Nova Ordem?

Deixe uma resposta