Ataque terrorista em Paris: Simulacro de atentado agendado para o mesmo dia pela manhã?

Patrick Pelloux, editor e cronista doCharlie Hebdo, explicou na rádio France info que paramédicos de Paris foram preparados porque tinham planejado um exercício para treinar ataques em vários locais na manhã de 13 de novembro de 2015.

O vídeo original em francês pode ser visto no canal do Youtube da rádioFrance info.

Esta é uma importante informação, porque em outros atentados terroristas de falsa bandeira também haviam exercícios de ataque terrorista ao mesmo tempo em que se desenvolviam os acontecimentos reais, e isto, é claro, não é uma coincidência.

chalie

Ocorreram exercícios/simulações ao mesmo tempo nos ataques de 9/11(Global Guardian e Vigilant Guardian), nos ataques de 7/7 em Londres e mais recentemente na manhã daMaratona de Boston.

Ter simulacros serve a diversos propósitos para aqueles que manipulam os acontecimentos reais que vão se desenvolvendo ao mesmo tempo. Primeiro, se mobiliza a todos os serviços de emergência e os preparam para atender as possíveis vítimas.

A execução de simulações dá a cobertura para os poucos agentes encobertos que se encontram na operação. Não pense que todos no simulacro sabiam que haveria um evento real. As pessoas que formam parte do teatro de operação se confundem em relação a se é “mundo real” ou “simulação”.

O que pode acontecer é que os agentes que executam o “ataque terrorista” moverão armas e logística sob o pretexto de que sua parte do simulacro deve ser preso e devido à complexidade destes eventos, nem todas as pessoas que participam da operação serão conscientes do plano completo para não ser capaz de revelar a verdade no caso de serem presos.

No mínimo isto sugere que alguém tinha conhecimento prévio de que algo ia acontecer, portanto, a mobilização dos serviços de emergência na preparação para o verdadeiro evento.

Não há dúvida de que será necessário continuar investigando os detalhes que aparecem.

Visto em: buscandolaverdad.blogspot.com publicado também por: globalresearch.ca,yournewswire.com, activistpost.com e intellihub.com

Comentário do blog

Nos comentários do vídeo apontam para uma mudança na hora dos tuítes que aparecem no vídeo e que isto seria um indício de que o vídeo é uma montagem. Porém, se trata de uma ferramenta do site France info que mostra várias postagens com o seu horário real de publicação.

Outro detalhe é o relógio digital que está na mesa, funciona normalmente, sem alteração de minutos ou segundos enquanto Pelloux fala com a rádio francesa. O vídeo foi publicado pela página oficial de informação da França, o France info, o que desmonta qualquer acusação do vídeo ser “falso”.

Foi perguntado ao dono do canal, quem divulgou o vídeo do France info, o horário em que a entrevista foi realizada pela rádio francesa e esta foi sua resposta.

De acordo com o dono do canal, a entrevista foi realizada às 01:34 AM de sábado 14/11. Portanto, quando Pelloux se refere aos “exercícios de ataque terrorista” se refere à manhã do dia 13/11. Não confundir com esta outra entrevista publicada pelo France info dada por ele desde a emergência do Hospital no dia 14/11.

Sendo este vídeo verdadeiro, a costumeira versão de que os ataques terroristas são feitos por “terroristas islâmicos” cai por terra. Havendo simulacro de ataque terrorista no mesmo dia em que ocorre um verdadeiro revela que o próprio serviço secreto francês sabia de toda a operação.

Outra característica comum nestes ataques de falsa bandeira é que os terroristas não atacam sem levar os seus passaportes. Afinal, terrorista precavido é aquele que permite a sua rápida identificação pelas autoridades, de preferência da nacionalidade do país a ser atacado(Síria).

O conceito de ataque de falsa bandeira é quando uma nação, usualmente muito poderosa,  necessita uma desculpa para criar a guerra com outra nação, usualmente algum adversário mais débil. E faz de tudo para orquestrar um “ataque” contra si mesma para em seguida culpar a esta outra nação, usando-a como pretexto para atacá-la.

E com este novo ataque usando mercenários wahabitas, planejado pela CIA, Mossad e Mi6, com o total conhecimento e participação do serviço secreto francês e provávelmente Hollande,querem justificar um ataque da OTAN contra a Síria.

via: https://caminhoalternativo.wordpress.com/2015/11/18/ataque-terrorista-em-paris-simulacro-de-atentado-agendado-para-o-mesmo-dia-pela-manha/

Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta