Jim Carrey chama governador da Califórnia de “fascista” por envenenar crianças com mercúrio e alumínio em vacinas

O ator canadense Jim Carrey usou seu perfil oficial no Twitter para criticar o governador da Califórnia, Jerry Brown, a quem rotulou de “fascista” por assinar uma nova lei que torna obrigatória a vacinação infantil no estado.
Em uma série de tweets, o ator sustentou que está a favor da vacinação, mas denunciou que as vacinas obrigatórias para as crianças da Califórnia contêm neurotoxinas que, segundo ele, podem pôr em risco a saúde dos menores.

Carrey se mostrou muito envolvido com o assunto desde que se relacionou com a atriz e modelo Jenny McCarthy, que considera que o autismo de seu filho foi provocado pelas vacinas.

Veja o vídeo:
“O governador da Califórnia diz ‘sim’ a envenenar mais crianças com mercúrio e alumínio em vacinas obrigatórias. Este fascista corporativo deve ser detido”, escreveu Carrey.
“Não sou anti-vacinas. Sou anti-timerosal, anti-mercúrio. Retiraram parte do mercúrio das vacinas. Não todo! Os CDC (Centros de Prevenção e Controle de Doenças) não podem resolver um problema que ajudaram a começar. É perigoso demais admitir que se equivocaram sobre o mercúrio/timerosal. São corruptos”, acrescentou o ator.
Jerry Brown assinou no final de junho a nova lei de vacinação do estado que põe limites à liberdade dos pais para invocar razões pessoais a fim de evitar que seus filhos sejam imunizados.
A medida foi adotada após um surto de sarampo no final de ano na Disneylândia, perto de Los Angeles, que afetou 130 pessoas no estado.
A Califórnia se transformou assim no 32º estado americano que põe fim à isenção de vacinação por crenças pessoais. Os CDC sustentam que não há relação entre as vacinas e o autismo e que a maioria das vacinas distribuídas nos Estados Unidos para as crianças não contêm mercúrio ou timerosal. 
via: http://noticias.r7.com/saude/jim-carrey-chama-governador-da-california-de-fascista-por-lei-de-vacinas-03072015
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta