Pentágono e DARPA querem implantar chips no cérebro dos soldados

Como
algo de um filme de ficção científica, o Pentágono está procurando desenvolver
um chip implantado no cérebro para uso em soldados que, se implantado, pode
recuperar a memória perdida se ocorrer uma lesão cerebral.
Esta
“caixa preta” (chip) seria implantado em um cérebro, possivelmente,
provocaria memórias em torno de um evento traumático, que foi de uma forma
permanentemente perdida, recuperando da perda de memória de maneira rápida e
eficiente.

A
Agência de Defesa de Projetos de Pesquisas Avançadas  (DARPA) ficou encarregada de fazer disso uma
realidade. A DARPA e o Pentágono querem um dispositivo implantável que pode
gravar e estimular a atividade cerebral.

De
acordo com o site  Geek.com , qualquer
pessoa que apresente uma proposta para um tal dispositivo precisa detalhar cada
passo de como ele iria trabalhar, inclusive o procedimento cirúrgico para
anexá-lo, os requisitos de energia, uma vez montado, e quanto espaço ela
ocuparia e quanto pesaria.

Embora
a perda de memória seja comum em alguém que sofre danos cerebrais, tarefas
simples, como lembrar o nome próprio ou como se vestir a si mesmo às vezes são
afetados também. A DARPA espera que este chip 
estimule o cérebro a recuperar memórias recentes e recordar informações.
O
implante começaria com os soldados, no entanto, poderia se estender aos
cidadãos nas próximas décadas.
Quanto
ao que o implante seria semelhante, as imagens incluídas aqui mostram um
implante cerebral existente desenvolvido pela Universidade de Utah. Seu
objetivo principal é o de fornecer sinais de uma fonte externa diretamente ao
cérebro para a interpretação. Obviamente o implante da DARPA vai ser muito mais
complexo, mas em última análise, acabam tendo uma forma semelhante
Texto
Traduzido do Inglês
Referência:
Geek
Fontes:
Free Patriot ,  Pakalert Press e Nos dias de Noe
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta