Ataque aéreo israelense a Síria poderá eclodir numa guerra ampla

O governo sírio advertiu
neste domingo que, se Israel continuar seus “atos de agressão”, pode
levar a região a “uma guerra ampla”, ao mesmo tempo em que acusou
este país de apoiar “grupos terroristas” na Síria. Após o suposto
bombardeio israelense a instalações militares na periferia de Damasco, o
Ministério de Relações Exteriores sírio afirmou que essa guerra representaria
“uma ameaça para a paz e a segurança internacionais”.
A agência oficial síria
Sana divulgou duas cartas que Damasco enviou hoje ao Conselho de Segurança e ao
secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nas quais denunciou que o ataque tem o
objetivo de prestar “apoio militar direto a grupos terroristas dependentes
da Frente al Nusra, um dos braços da Al-Qaeda”. “As declarações
feitas pelos Estados Unidos antes e depois dos supostos ataques encorajaram
Israel a perpetrar a agressão e lhe deram cobertura política para violar a
soberania síria”, acrescentam as mensagens.

Por outro lado, o
ministro de Informação sírio, Omran al Zubi, insistiu que esta agressão, da
qual Israel não se responsabilizou , “abre as portas a todas as
possibilidades e confirma o vínculo entre os grupos de ideologia radical
islâmica e Israel”. “Israel não pode brincar com o destino da Síria.
A Síria tem o direito de proteger por todos os meios o país e seu povo de toda
agressão estrangeira”, ressaltou Al Zubi.
Em entrevista coletiva em
Damasco, o ministro de Informação alertou do perigo destes ataques e denunciou
de novo que há países árabes que financiam os terroristas. “Estamos todos
em um estado de ira. Não é um ataque novo, porque é praticado diariamente pelos
grupos terroristas no terreno”, acrescentou.
Al Zubi indicou também
que este ataque acontece em um momento no qual o Exército sírio tinha alcançado
importantes avanços em sua luta contra os “terroristas”, como o
regime se refere à oposição armada.
O discurso do ministro da
Informação aconteceu depois de uma reunião de urgência do Conselho de Ministros
para analisar este ataque. O regime sírio denunciou que o bombardeio afetou
três posições militares situadas no nordeste de Yamaraya, em Mislon e no
aeroporto Sherai, nos arredores de Damasco. Este bombardeio ocorreu após outro
ataque com mísseis na sexta-feira passada em território sírio contra um comboio
com armas aparentemente destinadas ao Hezbollah.
Em Israel, o ministro de
Turismo local, Uzi Landau, justificou hoje qualquer ação de Israel para impedir
que “certas armas” cheguem às mãos de grupos terroristas. O Exército
israelense elevou o nível de alerta em suas fronteiras com o Líbano e a Síria e
posicionou baterias antimísseis perante o temor a um ataque.
TROPAS IRANIANAS TERIAM SIDO ENVIADAS A SÍRIA
Milícia Basij, braços religioso, do Exército Regular do Irã
estão desembarcando em Damasco.
Essa atitude é um movimento sem precedentes, pois mostra um
envolvimento do Irã na Guerra Civil Síria.
Israel e Irã envolvidos diretamente na Guerra, sem contar
com Hezbollah. EUA e Rússia apoiando os lados do conflito.
Parece que uma Guerra no Oriente Médio não é questão ter, e
sim, quando.

Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta