Mais uma falsa bandeira? “Ataque terrorista” é frustrado em TREM para Nova York

A
polícia canadense anunciou nesta segunda-feira (22) a prisão de duas pessoas
acusadas de planejar um ataque terrorista contra um trem de passageiros.
Segundo a polícia, os dois presos teriam capacidade de realizar o ataque – mas
nenhuma ameaça ao público foi detectada.
A
Royal Canadian Mountain Police identificou os presos como Chiheb Esseghaier e
Raed Jaser. Os dois moravam em Montreal e Toronto, respectivamente. Os indivíduos
não são canadenses, mas sua nacionalidade não foi revelada.
A
polícia do Canadá também informou acreditar que os dois presos tinham o apoio
da rede terrorista Al-Qaeda. Segundo as autoridades, os dois presos receberiam
apoio e orientação de membros da rede no Irã.
Entretanto, não há indícios de
que o ataque fosse financiado por outro estado.

       

                                                                  

As
acusações sobre os dois presos incluem conspiração para realizar um ataque
terrorista, conspiração para assassinatos e associação com grupos terroristas.
A dupla deve ser apresentada ao tribunal nesta terça-feira (23) para uma primeira
audiência.
Ainda
de acordo com as autoridades canadenses, as investigações foram feitas em
colaboração com o FBI norte-americano. O ataque seria realizado na área da
Grande Toronto, segundo as investigações.

Fontes
disseram à agência Reuters que o ataque seria realizado em uma ferrovia que
liga aToronto a Nova York, nos EUA. A polícia canadense não deu detalhes sobre
onde ocorreria o ataque – apenas informou que os suspeitos buscavam uma rota
específica, e não apenas um trem.

Por
enquanto, não foi informada nenhuma conexão entre os suspeitos presos no Canadá
e os suspeitos de realizar as explosões na Maratona de Boston na semana
passada.

Os
irmãos Dzhokhar e Tamerlan Tsarnaev são suspeitos pelas explosões na Maratona
de Boston, no dia 15 de abril, que deixaram três mortos e dezenas de feridos.
Tamerlan morreu em troca de tiros com a polícia e Dzhokhar está internado em um
hospital, sob custódia da polícia.
Fonte: g1
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta