O que eles quis dizer? “Eu sou o fim do velho, e o início do NOVO”, disse Bento XVI à biógrafo

O
biógrafo do Papa deu uma entrevista reveladora. O jornal italiano ‘Corriere
Della Sera’ chegou às bancas com a última conversa do papa com seu biógrafo,
antes da renúncia.
O
alemão Peter Seewald disse que já tinha notado que o Papa estava exausto.
Segundo ele, Bento XVI disse: “Eu sou o fim do velho, e o início do novo”.
A
poucos dias de deixar o comando da Igreja, o Papa reforçou o pedido que vem
fazendo aos fiéis.
Em
um dos últimos encontros diretos que manterá com os fiéis, Bento XVI falou
durante 15 minutos às 50 mil pessoas que lotaram a Praça São Pedro neste
domingo (17).

O
Papa falou em renovação e penitência, renegando o orgulho e o egoísmo. Também
conclanou os cristãos a resistirem à tentação do poder e pediu que todos
rezassem por ele e pelo próximo Papa.

Faixas
e cartazes demonstravam o carinho dos peregrinos, e muitos saíram comovidos com
o que ouviram. Uma italiana disse que Joseph Ratzinger parecia desiludido, como
se estivesse isolado. Outra se disse triste, por entender que foi uma decisão
sofrida para o Papa.
Até
sábado, Bento XVI participará de um retiro na Capela da Residência Apostólica
no Vaticano. Os exercícios espirituais serão conduzidos pelo Cardeal Gianfranco
Ravasi, presidente do Pontifício Conselho para a Cultura. O italiano de 70 anos
e pensamento moderno é considerado um dos favoritos à sucessão.
Da
janela do Palácio Apostólico, no seu penúltimo Angelus, Bento XVI deixou claro
que vai realmente ficar escondido ao evitar o discurso direto aos fiéis. Muitos
esperavam que ele explicasse os motivos da denúncia, mas o Papa se manteve
muito discreto.
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta