Tecnologia do fim: as Temíveis armas futuristas

Ao ver e conhecer estas bizarras armas e protótipos não divulgados do exercito, percebemos que o campo de batalha do futuro será totalmente insano.
Armas que antes só eram vistas em filmes de ficção hoje serão parte de guerras futuras que mais pareceram com filmes de terror, e da pior espécia. Confira no post abaixo:

Bot Blob


O Bot Blob é um robô protótipo real feito de uma substância viscosa quase líquido e é realmente capaz de exsudação ao redor e mudando de forma por si só.
Porém ao invés de parecer com a imagem acima, confira abaixo sua real aparencia.


Estamos, uh, supondo que o produto final não necessita que enormes feixes de cabos em relação a qualquer lugar. Mas isso é só o seu estado inicial, certo? É muito provável que se pareça muito mais ameaçador quando plenamente produzido …
O Bot Blob é definido como um “robô químico”, e move-se graças a um processo chamado de “jamming”, basicamente, enchendo suas áreas vazias com o ar e deixando-as conforme necessário para controlar a forma.

Para confirmar sua veracidade confira o vídeo abaixo:



EATR Robô

Imagine :Você encontra-se ferido no campo de batalha do futuro, após ter sido baleado várias vezes por uma arma extremamente potente. Você espera por um médico para vir buscá-lo, mas em vez disso, eis que surge um robô. Hey! Talvez o robô possa lhe ajudar!
Porém o robô passa a devorá-lo.
Exatamente isso que você leu :”EATR Robot” representa Energeticamente o Autônomo Tactico Robot … Robot. Ele também é uma máquina que literalmente devora pessoas .
O motor foi especialmente projetado para que a máquina comsuas garras possa pegar um pedaço de biomateria (como, por exemplo, você ) e jogá-lo no processador para ser utilizado como combustível. Em outras palavras, esta é uma máquina alimentada pela morte, e ela realmente existe. Ele também se parece com um canivete suíço gigante.


A idéia é usar esses caras a longo prazo para reconhecimento do território inimigo, onde, aparentemente, um satélite seja incapaz de fazer isso. Desde que o reabastecimento possa se tornar-se um problema para o EATR quando não hjaa carne humana em uma distância acessível, ele também pode se alimentar de galhos de árvores e arbustos . Uma vez que eles não forneçam muita energia, você pode esperar para ver trilhas de matas destruídas com suas arvores drenadas.
Talvez a pior notícia sobre eles seja exclusivamente sua IA, é que Num golpe de génio, os militares decidiram também equipá-los com programas desenvolvidos pela DARPA , que permite que estes se alimentam de outros robôs para se auto-replicarem, construindo suas próprias cópias. O programa AUTO também significa que eles podem fazer todo software upgrades de hardware que julgarem necessários.

Transformador TX


Bem! como no filme transformers o transformador TX também tem a finalidade de se transformar de um simples helicóptero em um potente robô de batalha.
Este foi encomendada pela DARPA, esta na área de pesquisa do Pentágono, e sua missão é “ evitar surpresas tecnológicas para os EUA”, que significa que ele é pago para pensar seriamente em cada idéia que vem a caminho, não importa o quão estúpido possa parecer. É natural que o senso comum dos pesquisadores deve tornar-se ultrapassados depois de um tempo.O problema é que às vezes essas idéias são aprovados, e a DARPA acaba acrescentando idéias absurdas ao projeto. Mas neste caso, poderia ter sido muito pior – aqui está um concorrente para o TX :




O TX pode transportar quatro pessoas e tem um sistema de decolagem automática , o que significa que os soldados necessitam saber como pilotar um avião para tirá-lo do chão.
O Pentágono espera receber alguns protótipos até 2015.

Powerswim

Você está em uma missão onde você precisa estar sorrateiramente por trás das linhas inimigas, espero terminar a viagem emergindo lentamente da maré com uma faca nos dentes. Mas você não precisará apenas nadar, porque este é o futuro. Não, você estará usando um Powerswim.
O Powerswim é um objeto relativamente simples: é um “dispositivo de natação de tração humana” capaz de fazer mover os nadadores em até 150 por cento mais rápido do que o normal com a mesma quantidade de esforço. Ele foi projetado pela DARPA para ajudar Navy SEALs chegarem a seus destinos rapidamente, sem a utilização de um submarino, uma hélice de motor ou qualquer outra coisa .




aqui está uma imagem do Powerswim, confira.

Underwater Express (Torpedos Humanos)

O Expresso Subaquática não é um simples submarino em forma de torpedo ele é capaz de transportar as pessoas dentro dele. Essa coisa se move duas vezes mais rápido que o mais rápido submarino do mundo , deixando um rastro de explosões no seu caminho.
Como é isto possível? Bem, o Expresso Underwater usa algo chamado ” supercavitation “, que é quando uma bolha de gás é formado em torno de um objeto de alta velocidade, permitindo-lhe avançar muito mais rápido do que deveria. Este efeito é geralmente reservado para torpedos, que, como um lembrete, são geralmente destinados a bater em coisas e explodir.
Um dos inconvenientes grande para torpedos que utilizam este método (como o Shkval russo) é que eles não são perfeitos quando se trata de maneabilidade e direção. É ruim o suficiente quando estamos falando de um grande bloco de explosivos, mas o que acontece quando eles estão transportando coisas importantes como, oh, gente?
Se tudo correr bem, os planos militares irão criar uma rede global de torpedos humanos transportando pessoas e materiais em grande quantidade através da água, sem bater um no outro. O Expresso foi concebido por Underwater

O SOLDADO ROBOCOP

Cara durão: Um esboço inicial do projeto para o robô patrulheiro.
(Crédito: Florida International University)
Você estacionou seu carro em local proibido para pegar alguma coisa quando um robô aparece e ameaça dar-lhe uma multa. Você pode rir, mas a coisa estará falando com uma voz humana.
Pesquisadores da Universidade Internacional da Flórida do Descovery Lab estão trabalhando com um membro da Reserva da Marinha dos EUA para construirem robôs com telepresença que poderia patrulhar enquanto está sendo controlado por policiais militares deficientes e veterinários. Em certo sentido, eles seriam policiais híbridos homem-máquina , como RoboCop.
Tenente Comandante Jeremy Robins doou US $ 20.000 para o laboratório e tomou emprestado dois robôs no valor de quase US $ 500.000 do Florida Institute for Human & Machine Cognition ( IHMC ) para realizar seu sonho de trazer alguns dos milhares de policiais deficientes e soldados em os EUA de volta para a força de trabalho.
Eles funcionam como agentes de patrulha, operando robôs de telepresença sobre rodas eles podem responder a chamadas do 911 e dar multas de estacionamento ou para garantirem a segurança das instalações nucleares, assim evitando com que futuros vazamentos venham a contaminar e matar seres humanos, pois eles seriam imunes a radiação. Os ciberpoliciais teria que ser robustos o suficiente para trabalhar ao ar livre, mas com o que eles se parecem?
“O grande obstáculo do projeto ,que enfrentamos é, estranhamente, os exatos mesmos policiais obstáculo que estrão cara a cara com público todos os dias”, diz Robins.
“Por outro lado, ele tem que ser acessível o suficiente para uma durbilidade de 3 anos , você, se sentiria confortável vindo ao telebot e pedir ajuda para encontrar sua mãe. Isso é um problema desafiador do projeto , e um que eu tenho certeza que vai levar muitas iterações antes de estar perfeitamente bem. “O telebot tem que ter olhar intimidador e com autoridade suficiente para que as pessoas obedeçamas suas ordens – porque é claro que não é o telebot que estará lhe dizendo o que fazer, é o policial aposentaado que controlará o telebot quem estará lhe dizendo o você deverá fazer.
O 1987 sci-fi clássico “RoboCop” postulou uma policial ciborgue.
(Crédito: Orion Pictures)
Estudantes e professores do Laboratório têm vindo trabalhar com o modelo sobre duas rodas, ao nível dos robôres militares IHMC construídos sob uma iniciativa da DARPA custando cerca de U$ 2 milhões. O protótipo do bot patrulha, terá duas vias de áudio e vídeo. Robins também está tentando obter da NASA cooperação com sua tecnologia Robonauta.
Robôs a Controle remoto já são usados ​​em aplicações militares, médicas, e de negócios, e acredita-se que o uso deles na aplicação da lei será um passo natural. As implicações legais relacionadas com o comportamento da polícia, no entanto, provavelmente seria um grande obstáculo na implantação. Por exemplo, seria problemático robôs serem visto como câmeras de segurança sobre rodas, ou mais como substitutos dos oficiais humanos?
Já imaginou um robô patrulha te falando uma frase tipo do Robocop no filme:
“Morto ou vivo, você vem comigo !”
Adaptado do cracked.com

Via: http://www.nosdiasdenoe.tk/2013/01/tecnologia-do-fim-as-temiveis-armas.html#ixzz2HrflfFYm
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial
Follow us: @nosdiasdenoe on Twitter | nosdiasdenoe on Facebook

Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta