Rússia vetará na ONU textos que abram brecha para agressão ao Irã

A
Rússia afirmou nesta terça-feira que vetará qualquer resolução no Conselho de
Segurança da ONU que abra caminho para um “cenário militar” no Irã,
cujo programa nuclear causa inquietação no Ocidente.
“Como
demonstraram os fatos na Líbia, infelizmente não se descarta um cenário
militar. Nos asseguraremos que nenhuma resolução seja interpretada como a da
Líbia”, disse Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores russo.

Em
entrevista publicada pelo jornal “Rossiyskaya Gazeta”, Lavrov disse
que bombardear o Irã significaria perder o controle sobre seu programa nuclear.
O objetivo pacífico de Teerã é questionado pelos Estados Unidos e a UE (União
Europeia).

Se
o ataque ocorrer, “estou convencido que surgirá um forte movimento dentro
do país que buscará romper as relações com a comunidade internacional e
expulsar os inspetores [da agência da ONU para energia nuclear]”, opinou.

Em
uma situação como esta, Lavrov disse que não haveria maneira de controlar o que
acontece nos reatores iranianos. Uma operação contra o Irã, previu o chanceler,
encorajará os políticos mais radicais do país a “exigir o desenvolvimento
da dimensão militar do programa nuclear”, assegurou.
Fonte: Folha.uol
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta