Embaixador Sírio alega que “ARMAS NUCLEARES DOS EUA ESTÃO NA TURQUIA”, pra quê?

Bashar
Jaafari embaixador sírio na Organização das Nações Unidas (ONU), acusou a
Turquia na terça-feira de possuir armas nucleares e não respeitar o Tratado de
Não-Proliferação Nuclear (TNP).
Em
um comunicado emitido na reunião do comitê para estudar as armas de destruição
em massa em Assembléia Geral da ONU, Jafari, salientando que a Síria é um
signatário do Protocolo de Genebra de 1925 sobre a Proibição do Uso na Guerra
de asfixiantes, tóxicos ou outros meios bacteriológicos e destacou a criação de
uma zona livre de armas nucleares e todas as outras armas de destruição em
massa no Oriente Médio, incluindo a Turquia.

O
representante sírio na ONU salientou que a Turquia, por um lado, as armas
nucleares hospeda Tratado do Atlântico Organization (NATO) e outros grupos
terroristas que ficam no seu território, medidas que ameaçam a paz ea segurança
da Síria e outros países vizinhos.

Além
disso, para informar que Ancara e seus aliados lutam para limpar a região de
armas nucleares de destruição em massa, Jaafari disse que a Turquia não cumprir
seus compromissos com base no Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

Também
enfatizou que a Síria tem o direito de se preocupar com a presença de armas
nucleares em território turco eo fracasso do governo em Ancara ao TNP.

A
preocupação do Governo é expressa Damasco enquanto fontes turcas denunciar a
presença de 70 bombas atômicas americanas, tipo B-61, na base militar de
Incirlik, no sul da Turquia.

A
instalação de armas nucleares dos EUA  na
Turquia tem lugar na linha, para atender interesses de Washington na região,
uma vez que dá a militares dos EUA a oportunidade, no caso de um confronto
perigoso na área, essas bombas se mudou para um local apropriado.
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta