EUA envia porta-aviões USS Stennis de volta ao Golfo Pérsico quatro meses antes do previsto

Os
EUA estão enviando  um grande
porta-aviões para o Golfo Pérsico, o Departamento de Defesa confirmou
quinta-feira, o corte curto período de licença para milhares de soldados para
mandá-los de volta para o Oriente Médio antes do previsto.
O
movimento acontece em meio a crescentes temores de um possível ataque militar
contra instalações nucleares do Irã, que analistas dizem que pode desencadear
uma guerra mais ampla ou o fechamento do Estreito de Ormuz, uma rota de
navegação chave que os EUA disse que vai usar seu poder para manter aberta .

A
Marinha dos EUA disse que o USS John C. Stennis estava sendo implantado cedo
“para manter as exigências comandante combatente para a presença na
região.” O navio foi programado para retornar ao abismo só em dezembro, e
chegou aos EUA em março.
O
secretário de Defesa Leon Panetta dirigiu os marinheiros antes de sair,
dizendo-lhes os temores iranianos e do conflito na Síria foram as principais
preocupações atrás de enviá-los mais cedo.
“Eu
entendo que é difícil”, disse Panetta. “Estamos pedindo uma enorme
quantidade de cada um de vocês, mas, francamente você é o melhor que eu tenho e
quando o mundo chama temos de responder.”
O
chefe da Quinta Frota dos EUA, que opera na região, disse à Reuters que a
implantação não foi um acúmulo de forças como a USS Enterprise estava
programado para deixar a região em breve a ser desmantelada.
Durante
a sua implantação em janeiro último, os Stennis participou de resgatar uma
embarcação marítimo iraniano de piratas no Golfo Pérsico.
O
resgate ocorreu dias depois de autoridades militares iranianas ameaçaram atacar
o navio de propulsão nuclear, se voltou para o abismo.
Fonte: http://www.timesofisrael.com
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta