Um político turco: 6000 mercenários recrutados pela CIA aterrorizam a Síria

O
Vice-presidente do Partido Trabalhista da Turquia, Bülent Esinoglu, revelou que
a CIA recrutou 6000 mercenários árabes, afegãos e turcos, para conduzir
operações terroristas na Síria.
Esinoglu
garante que o povo turco se opôs à presença dos cidadãos turcos nas regiões
sírias em crise, e os massacres perpetrados contra os sírios inocentes, “para
belos olhos dos Estados Unidos”, de acordo com seus termos.

Ele
culpa a empresa de segurança americana “Blackwater” suspeitando-a de estar por
trás dos assassinatos, observando que ela paga grandes somas em dinheiro aos
seus mercenários para fazê-lo.
“A
Guerra declarada pela Turquia contra a Síria, é liderada por Washington e Tel
Aviv, que praticamente transformaram o exército turco num exército de
mercenários, que lutam por dinheiro, tal como” Blackwater”, insistiu.
O
Vice-presidente do Partido Trabalhista turco acusou o governo de Erdogan de ser
o primeiro governo turco a executar as ordens do Ocidente, e pediu a sua
demissão para evitar uma guerra regional.
Fonte: Prova Final
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta