Irã ameaça: “Se a Síria for atacada, Israel será destruído”

Ali Larijani, assessor do líder
supremo do Irã, disse que o que tem ocorrido na Síria não se assemelha de
maneira nenhuma com o que ocorreu na Líbia. Segundo Larijani, uma intervenção
militar na Síria “se espalhará pela Palestina, e as cinzas dessa chama
enterrarão definitivamente o regime sionista (Israel)”.

 

A declaração foi recebida como
ameaça. Ela foi feita após o Ocidente criticar severamente o massacre promovido
pelo governo sírio na cidade de Houla. O ministro da Defesa Ehud Barak afirmou
que o silêncio do mundo em relação aos acontecimentos na Síria preocupam Israel
devido às ameaças iranianas.

 

“Israel, diferentemente de outros
países e potências mundiais, não pode se abster do desafio. Tendo em
consideração o lugar onde nos encontramos, a ameaça iraniana é muito
significativa.”

 

Para o ex-comandante do exército
israelense Gaby Ashkenazy, “a estratégia correta e preferível, que corresponde
a todos os interesses de Israel, deve ser o que já se tem ouvido falar: um
sistema secreto, apoiado em sanções econômicas, políticas e, sobretudo, com a
disponibilidade de uma força militar confiável e treinada”.

 

“Quanto às relações Washington
(EUA) e Jerusalém”, acrescentou, “Parece que entre os líderes não há um nível
de intimidade suficiente para cristalizar um compromisso mútuo. É importante
esgotar todos os recursos antes de escolher a opção militar”.

O porta-voz iraniano deixou bem
claro que o parlamento do seu país apoia as reformas “democráticas” realizadas
pelo governo de Assad, responsável pela matança de milhares de cidadãos sírios.

 

Fonte: Gospel +

Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta