TERREMOTOS ATINGEM JAPÃO E ITÁLIA, ATÉ O MOMENTO 5 MORTOS E 50 FERIDOS

Um terremoto de 6,2 graus na escala aberta de Richter sacudiu neste domingo o nordeste do Japão sem que se tenha informado de vítimas nem danos materiais, informou a Agência Meteorológica japonesa, que não emitiu alerta de tsunami.

O tremor aconteceu às 16h20 (horário local, 4h20 de Brasília) e teve seu epicentro no Oceano Pacífico frente ao litoral da província de Iwate, uma das assoladas pelo devastador terremoto e tsunami que em março do ano passado causou mais de 19 mil mortos.

O terremoto foi sentido sobretudo nas províncias de Iwate e Miyagi, onde em alguns pontos alcançou 3 graus na escala fechada japonesa de 7, que se centra mais nas zonas afetadas que na intensidade do tremor.

Além disso, foi sentido com menor intensidade em outras nove províncias, entre elas Hokkaido e Aomori (norte). Oito minutos depois houve nessa mesma região uma réplica de 5,7 graus Richter que afetou principalmente Iwate.
O nordeste do Japão foi sacudido no dia 11 de março de 2011 por um terremoto de 9 graus Richter, com epicentro no Pacífico em frente ao litoral de Miyagi, desencadeando um devastador tsunami que, além de milhares de mortos e desaparecidos, causou em Fukushima o pior acidente nuclear desde o de Chernobyl.

Itália: ao menos 5 morrem após terremoto; feridos chegam a 50

Terremoto de 5,9 graus de magnitude atingiu o norte da Itália neste domingo. Foto: Reuters

Terremoto de 5,9 graus de magnitude atingiu o norte da Itália neste domingo
Pelo menos cinco pessoas morreram, uma está desaparecida e cerca de 50 ficaram feridas por causa do terremoto registrado neste domingo no norte da Itália e que alcançou os 5,9 graus de magnitude na escala Richter, disse o responsável de Defesa Civil da região Demetro Egli.
Na fábrica de Bondeno, na província de Ferrara, região de Emilia Romagna, morreu um trabalhador marroquino de 29 anos, que terminava seu turno às cinco da madrugada, e sobre quem caiu uma viga na cabeça depois que o teto da construção caiu, sem que outros trabalhadores sofressem ferimentos.

Nicola Cavicchi, que tinha decidido substituir uma colega, e Leonardo Ansaloni, que terminavam seu turno às seis da manhã, trabalhavam no departamento de cocção da fábrica de cerâmica de San Agostino quando o telhado caiu em cima deles e morreram, disse o representante do sindicato local Victor Battagia.

Uma mulher alemã, Gabi Ehsemann, de 37 anos, que estava na Itália por motivos de trabalho, morreu em San Alberto de San Pedro em Casale, Bolonha, provavelmente por causa de uma crise provocada pelo medo durante o terremoto. Uma mulher de mais de cem anos de San Agostino também morreu devido à comoção causada pelo tremor, informam fontes médicas.
Um trabalhador da Tecopress, uma fundição em Dosso, bairro de San Agostino, está preso debaixo dos escombros do teto da fábrica que desabou. Os bombeiros procuram o homem.
Fonte: Terra e Célio Siqueira
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta