Colapso radioativo: Governo japonês planeja EVACUAR 39 milhões de pessoas de Tóquio!

Apesar de ter desparecido das manchetes há muito tempo, um dos principais jornais do Japão adverte que a crise de Fukushima ainda está numa fase crítica e que o governo japonês tem elaborado planos para a evacuação potencial da Grande Tóquio, que tem 39 milhões de habitantes.

O reator 4 de Fukushima, que detém 75% de combustível nuclear que Chernobyl tinha antes de seu meltdown. 460 toneladas no total, estão em risco de colapso. Com o telhado do complexo desintegrado, se a piscina de armazenamento para o combustível irradiado, for danificada, o combustível nuclear poderia superaquecer e explodir, espalhando contaminação radioativa em uma ampla área do Japão.

Tanto os EUA a Nuclear Regulatory Commission (NRC) e a francesa de energia nuclear Areva advertiram que reator número 4 é o “elo mais fraco” no complexo de Fukushima. A Tokyo Electric Power Company tem resistido aos apelos para enterrar as barras de combustível irradiado em concreto, citando o custo, mas o editorial do Mainichi do Japão cita declarações de internos da TEPCO avisando que há “uma grave preocupação.”



“Porque a água do mar estava sendo bombeado para o reator, a solidez da estrutura (devido a corrosão e deterioração) é questionável.
 Há também dúvidas sobre os cálculos feitos sobre a resistência de um novo terremoto”, disse uma fonte do governo familiarizado com o que ocorreu na época. “Tem sido sugerido que o edifício seja reforçado, e barras de combustível irradiado sejam removidas da piscina. Mas a remoção das hastes de levaria três anos. Será que a estrutura permanecerá em pé por tanto tempo? “

Como parte do planejamento de contingência para o colapso do reator número 4, o governo japonês estabeleceu um plano para forçar a evacuação de 39 milhões de residentes da área metropolitana de Tóquio.

“O pior cenário desenhado pelo governo inclui não apenas o colapso da piscina do reator 4, mas a desintegração de barras de combustível irradiado de todos os outros reatores da usina. Se isso vier a acontecer, os residentes na área metropolitana de Tóquio serão forçados a evacuar “, segundo o editorial do articulista sênior Takao Yamada.

Os moradores de Tóquio certamente já estão recebendo como resultado do desastre níveis de radiação que causarão efeitos de saúde devastadores nas próximas décadas. 

 
Área da piscina no reator 4

Leituras de radiação revelaram que algumas áreas de Tóquio têm mais radiação do que existia nas Zonas de exclusão de Chernobyl em 1986. Amostras de solo recentemente tomadas em Tóquio foram consideradas tão radioativass que seriam consideradas resíduos radioativos nos Estados Unidos que teriam de ser eliminados por peritos, numa instalação segura.

Na semana passada a TEPCO anunciou que, “descobriu que a água de refrigeração em um dos reatores danificados (número 2) em Fukushima é de apenas 60 centímetros de profundidade, muito menor do que se pensava anteriormente.” Material radioativo da usina nuclear atingida foi encontrado em criaturas marinhas e na água do oceano a cerca de 600 km da costa do Japão.

“Houve uma chance logo no início para que o colapso da psicina de armazenamento fosse evitado, mas de acordo com o relatório da Tokyo Electric Power Co. se recusaram a tomar as medidas necessárias, como medida de corte de custos”, escreve Mac eslavo.

“Se piscinas de armazenamento no colapso do reator 4 se desintegrarem como os EUA Nuclear Regulatory Commission alertou que pode acontecer, teremos uma crise humanitária de escala sem precedentes, como milhões de refugiados que não terá escolha senão fugir de Tóquio. Eles estarão posses, sem dinheiro, sem comida, sem água, sem abrigo, e com uma rede de segurança muito frágil. “

Enquanto os residentes em Fukushima e arredores continuam a expressar preocupação justificada por envenenamento radioativo, quase um quarto deles estão sendo tratados como portadores de “transtornos psiquiátricos”, com o medo de contaminação sendo caracterizado pelas autoridades de saúde japonesas como uma doença mental.

Por Sidney Miron com informações de Prison Planet

Leia mais: http://www.libertar.in/2012/04/colapso-radioativo-governo-japones.html#ixzz1s9UXYbAX

Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta