Campanha de “líder religioso” pretende combater o aquecimento global reduzindo a população

De
acordo com o One News Now, um pastor americano está promovendo uma nova
campanha de planejamento familiar um tanto quanto peculiar.
Richard Cizik,
anteriormente membro da Associação Nacional de Evangélicos, realiza agora com a
Parceria Evangélica para o Bem Comum, uma campanha que pretende reduzir a
população sob o pretexto de combater o aquecimento global.

Cal
Beisner, fundador e porta-voz nacional da Aliança Cornwall para o Manejo da
Criação, explica: “se você vê seres humanos como nada além de pegadas de
carbono, eu acho que faz sentido. O triste fato é que Cizik parece pensar que
combatendo o aquecimento global isso é uma desculpa para apoiar programas de
planejamento familiar em todo o mundo”.
Beisner
diz que o comum entre programas de planejamento familiar, é que esses programas
tendem a tornar-se predominantemente coercitivos ou pelo menos altamente
manipuladores.

“[Os
programas] oferecem às pessoas recompensas imediatas para as decisões que elas
vão se arrepender mais tarde, muitas vezes levando à esterilização involuntária
ou apenas marginalmente voluntária, para as mulheres depois de um primeiro
parto”, disse Cal. ”A história do planejamento familiar, a história do
movimento de controle da população com mais de 100 anos, é muito clara sobre
isso”.

Beisner
acrescenta que, embora Cizik possa encontrar apoio bíblico para cuidar do
planeta, ele não pode receber esse apoio para a contracepção ou planejamento
familiar, muito menos no controle da população.
Análise
do Blog:
Eis
mais um fantoche nas mãos da elite, líder religioso enganador, falso profeta a
serviço da Nova Ordem Mundial, para cumprir a risca a agenda eugenista,
fomentando campanhas e teorias sobre a redução populacional e fomentando a
farsa do aquecimento global, com intuito de reduzir a população ao poucos. As massas estão acorando aos poucos fantoche, e
certamente não cairão nesse engodo fascista.
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta