Homem faz greve de fome em protesto a manipulação midiática, e por vítimas do Pinheirinho

Um homem faz greve de fome desde domingo no Rio de Janeiro para
protestar contra a atuação da Polícia Militar paulista em Pinheirinho, no
município de São José dos Campos, interior de São Paulo. 



Pedro Rios Leão se algemou em frente à sede da
Rede Globo, no Jardim Botânico, Zona Sul da cidade. Ele  reivindica
transparência da imprensa sobre a reintegração de posse ocorrida na comunidade
paulista. A ação foi criticada por inúmeras entidades e associações de defesa
de direitos humanos.

O manifestante, identificado como jornalista por
alguns veículos de comunicação, não concluiu a faculdade de rádio e TV, e diz
não se considerar um jornalista.

Ele acredita que seu sacrifício é uma forma de
alertar as autoridades para o “crime perpetrado contra uma comunidade pacífica,
atualmente refém da PM do governo de São Paulo”.

“Minha maior arma é o constrangimento porque
passa a TV Globo, que simboliza a mídia conservadora e maniqueísta que escondeu
o massacre cometido pela polícia e por agentes da guarda municipal de São José
dos Campos. Houve mortes em Pinheirinho e ninguém denunciou isso”, disse
ao jornal Correio do Brasil.
“Meu protesto é para que o governador Geraldo
Alckmin seja preso. Que os desembargadores que assinaram a ordem para que a
violência ocorresse sejam presos. Que o proprietário daquelas terras, o
especulador Naji Nahas seja preso”, protesta Leão.



Veja vídeos feitos com o manifestante:



Greve de fome: Pedro Rios Leão

Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta