CRISE ECONÔMICA: Chefe do FMI para América Latina pede que região se prepare para o pior

A América Latina deve “torcer pelo melhor, mas preparar-se para o pior”, em meio à crise da dívida europeia, aconselhou nesta quinta-feira (2) o responsável do Fundo Monetário Internacional (FMI), Nicolás Eyzaguirre, diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do organismo.

“Quanto à América Latina e o Caribe, (…) o enfraquecimento da economia mundial e a queda dos preços das commodities se traduzirão em perspectivas mais sombrias para a região”, escreveu Eyzaguirre no blog do FMI “Diálogo a Fundo”, que trata de temas econômicos da região.

No texto, o diretor do FMI destaca que as perspectivas para a região dependem das políticas a serem adotadas na Europa.

“As autoridades europeias precisam intensificar seus esforços para conter a crise, além de conter a alta das variáveis de risco dos bônus soberanos e a redução do crédito bancário que ameaçam a economia mundial em 2012″, acrescentou Eyzaguirre.

“Esses esforços deveriam ser apoiados com políticas adequadas no mundo avançado e emergente”, explicou. É, portanto, diante deste cenário que Eyzaguirre diz que “é preciso torcer pelo melhor, mas preparar-se para o pior”.
Crescimento
O FMI revisou para baixo, há duas semanas, o crescimento mundial em 2012, para 3,3%, e o da América Latina de 4% para 3,6%, em um contexto de desaceleração e de risco elevado de descontrole financeiro na Zona Euro.

Diante deste panorama, Eyzaguirre aconselhou reconstituir reservas fiscais e estar dispostos a flexibilizar a política monetária.

“Estas políticas darão à América Latina e ao Caribe a melhor proteção contra as crescentes incertezas mundiais”, explicou.
Please follow and like us:

Você pode gostar também

3 thoughts on “CRISE ECONÔMICA: Chefe do FMI para América Latina pede que região se prepare para o pior”

Deixe uma resposta