China e Rússia preparam-se secretamente para III Guerra Mundial contra a NWO

Um preocupante despacho do
Ministério da Defesa chinês dirigido ao Primeiro-ministro Putin e ao Presidente
Medvedev ontem, refere que o Presidente Hu da China considera colocar em curso
de forma iminente uma ação directa militar contra a agressão do Ocidente,
encabeçada pelos EUA.

O líder chinês já terá
ordenado as suas forças navais prepararem-se e tomarem posições estratégicas,
na defesa do Irã, parceiro militar da China. 
Também o General russo Nikolai
Makarov declarou na passada semana que não descarta a hipótese de alguns
conflitos regionais desencadearem uma guerra mundial a grande escala, com
recurso inclusivamente a armas nucleares, num resultado absolutamente
imprevisível.
O aumento das tensões
globais cresceu depois do embaixador russo Vladimir Totorenko e dois dos seus
secretários terem sido atacados violentamente quando regressavam da Síria.
Foram socorridos pela CIA e pelo MI5 que os encaminharam ao Qatar, mas que ao
mesmo tempo, tentaram abrir as suas pastas que continham documentos confidenciais. 
Esta violação da confidencialidade russa parece ter sido o objectivo principal
desse ataque pessoal ao embaixador, numa missão secreta da NATO, o que
desencadeou suspeitas junto dos Serviços Secretos russos.
Nas malas haveria
informação secreta sobre o fato dos EUA e da Inglaterra estarem a enviando
soldados da Al-Qaeda para a Síria, repetindo assim a estratégia seguida na
Líbia. Segundo esses documentos secretos, os EUA podem estar preparando uma
“solução final” (ao estilo nazi) para acabarem com o conflito na
Síria, usando armas biológicas de destruição massiva.
Um especialista
virulogista holandês Ron Fouchier, do Centro Médico Erasmus da Holanda, que
chefia uma equipa de cientistas que descobriram 5 mutações do vírus da gripe
das aves naquela zona do Oriente, mais facilmente dispersáveis pelo ar.
Fonte: http://amafiaportuguesa.blogspot.com/
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta