Nova moeda “Dinar de Ouro” pode ter levado OTAN a destruir a Líbia

Entre os possíveis motivos
para a OTAN invadir e destruir a Líbia, o de menor credibilidade é de proteger
os civis e os rebeldes da al-Qaeda de um massacre promovido pele ditador
Muammar Kadhafi, pois já temos imagens suficientes na internet de civis e militares
negros sendo massacrados pelos próprios rebeldes que subiram ao poder,
reinstituirão a Lei Sharia e destruirão os avanços econômicos e sociais
conquistados pelo antigo regime. Por outro lado, a criação de uma nova moeda
poderia ser um bom motivo para devastar a Líbia?
Fonte:
http://www.youtube.com/BrasiLIndomaveL 
Please follow and like us:

Você pode gostar também

2 thoughts on “Nova moeda “Dinar de Ouro” pode ter levado OTAN a destruir a Líbia”

  1. Vejam do que a OTAN e os rebeldes conseguiram livrar o povo da Líbia:

    O comentarista Sergio Caldieri, sempre atento, nos manda um excelente material da renomada revista suíça “Schweizmagazin”, que publicou uma relação das “crueldades” de Muhamar Kadafi para com o seu povo.

    Já que o texto alemão precisou ser traduzido, leia o resumo da reportagem:

    ASSIM FOI A CRUELDADE DE KADAFI

    Os “sofrimentos” que o tirano provocou durante quatro décadas:

    1. Não havia conta de luz na Líbia, porque a eletricidade era gratuita para todos.

    2. Créditos bancários, nos bancos estatais, eram sem juros (para todos – por lei expressa).

    3. Casa própria era considerada como direito humano, universal.

    4. Recém-casados recebiam US$ 50 mi para comprar casa e iniciar a vida familiar.

    5. Educação e saúde eram gratuitas.

    6. Quem não encontrou formação universitária ou tratamento de saúde desejados recebia financiamento para ir no exterior, adicionalmente US$ 2.300,00 mensais para moradia e carro.

    7. Agricultores iniciantes recebiam terra, casa, equipamentos, sementes e gado gratuitamente.

    8. Na compra de automóvel, o estado contribui com subvenção de 50%

    9. Preço do litro de gasolina: 0,10 Euro = R$ 0,23

    10. Faltando emprego após a formação profissional, o estado pagava salário médio da classe até achar vaga.

    11. A Líbia não tinha dívida externa – as reservas de U$ 150 bilhões, agora, estão retidas.

    12. Parte de toda venda de petróleo erai diretamente creditada na conta de cada cidadão.

    13. Mãe que deu à luz, recebia US$ 5.000,00.

    14. Na Líbia, 25 % da população têm curso superior.

    15. Kadafi iniciou o projeto GMMR (“Grande Rio feito por Homem”): Água para as pessoas e para a agricultura.

    Mas, graças Deus, à OTAN e aos rebeldes, o povo líbio agora está livre de tudo isso.

    http://www.tribunadaimprensa.com.br/?p=25792

Deixe uma resposta