Teólogos acreditam que podemos ter “irmãos em Cristo” alienígenas

Um evento teológico na cidade de Orlando, na Flórida, discutiu sob o
ponto de vista da Bíblia a possibilidade de vida extraterrestre. O simpósio
“100 Year StarShip” discutiu temas ligados às viagens espaciais planejadas para
o futuro e abordou a possibilidade de vida inteligente fora da Terra.

“Como você pode excluir a possibilidade de que a vida se desenvolveu em
outro lugar? Do mesmo modo que há uma multiplicidade de criaturas na Terra,
pode haver outros seres, até mesmo inteligentes, criados por Deus”, afirmou o
astrônomo José Gabriel Funes, diretor do Observatório do Vaticano. Ele afirmou
em entrevista há alguns anos que a Igreja Católica não via problemas em relação
à possibilidade de existir vida inteligente em outros planetas do universo: “Os
astrônomos acreditam que o universo é composto de 100 bilhões de galáxias, cada
uma das quais possui bilhões de estrelas. 
Muitas dessas, ou a maioria, poderiam
ter planetas habitados. Isso não contradiz nossa fé, pois não podemos colocar
limites à liberdade criadora de Deus. Se consideramos criaturas terrestres como
‘irmão’ e ‘irmã’, por que não poderíamos falar também de um ‘irmão
extraterrestre’?”.
A discussão sobre esse assunto acontece há bastante tempo. Uma das
dúvidas que surgiram durante o evento está ligada à forma que teólogos e
líderes religiosos reagiriam a um possível anúncio de descoberta de vidas
extraterrestres. “Depende do que você entende por comunidade religiosa. 
Se você
está falando sobre os teólogos saiba que eles, de tempos em tempos, abordam a
questão da existência de outros mundos com seres inteligentes como parte da
criação de Deus. Acredite ou não, isso vem acontecendo há 800 anos,” afirmou
Ted Peters, teólogo e professor no Seminário Teológico Luterano do Pacífico e
no Seminário de Graduação Union, e que também é escritor e publicou diversos
livros sobre o assunto.
Ted Peters foi além e afirmou que o assunto é tratado de forma séria,
conforme as descobertas da ciência avançam. “Eu conheço vários jesuítas que
trabalham no observatório do Vaticano e eles são cientistas sérios que estão a
tentar responder à questão da possibilidade de inteligência extraterrestre”,
afirmou Peters, que está coordenando uma pesquisa sobre o assunto entre pessoas
que creem em Deus. Segundo conclusões parciais de sua pesquisa, “as pessoas de
muitas denominações diferentes, acreditam que a realidade da vida
extraterrestre não faria mal à sua fé”.
Sobre os pesquisadores do Vaticano, Peters ressaltou: “teologicamente,
eles acreditam que a criação de Deus é imensa e que outros seres inteligentes
seriam criaturas do mesmo Deus que conhecemos, pois só há um Deus.”
Please follow and like us:

Você pode gostar também

2 thoughts on “Teólogos acreditam que podemos ter “irmãos em Cristo” alienígenas”

  1. Olha,essa questão pra mim me parece muito óbvia;eu acredito de verdade que existe sim,vida em outros planetas ou galáxias,na bíblia não há nenhum texto até onde sei que afirme que não há nada fora do planeta . muito pelo contrário,acho até que a bíblia pode tratar certas passagens como algo extraterrestre.Se a gente observar pelo ponto de vista que o reino de Deus está no "céu" com todos os santos e anjos,e bem evidente que o que não pertence à Terra está em outra dimensão fora da Terra portanto,extraterrestre.

Deixe uma resposta