Rock in Rio: protegido espiritualmente por demônios

No último domingo (28/09/11) alguns jornais
noticiaram um evento que me deixou completamente pasmado. Não! Não foi a axé no
Rock in Rio e nem o grupo satanista que lá tocou… Disto eu já sabia!
Trata-se de uma nota emitida pela Fundação Cacique
Cobra Coral, uma entidade presidida pela médium Adelaide Scritori, que afirma
incorporar o espírito do Cacique Cobra Coral, entidade capaz de influenciar o
clima. Parece que o demônio faz chover, acalma tempestade e gosta de uma
lantejoula – só não brinca com o povo escolhido de Deus que ele não é besta!

Já é de domínio público que tanto o governo do
estado do Rio de Janeiro, quanto à prefeitura da capital fluminense são
contumazes clientes destes serviços. Não só isto: A tal presidenta médium
é figura carimbada do jet-set da cidade maravilhosa. Riquíssima, dizem.
Sua fama obtida nestes eventos lhe serve de propaganda entre os endinherados da
cidade que sempre precisam urgentemente de alguma coisa nova na bandeja de
prata… Eu sei. Eu vi de perto este hedonismo extra plus típico
das coberturas duplex da orla carioca… (oi vei… 1)

Este ano, a medium (foto) foi contratada para
evitar a chuva no reveillon na praia de Copacabana e no show de Roberto Carlos.
No ano passado diante da tragédia na Serra, alguns
noticiosos lembraram desta associação inusitada e, para o espanto geral, foi
divulgada uma nota dando conta que a tal fundação não tinha tido seu convênio
renovado , dai que não poderia responder “pela falta de aviso prévio” ou
mesmo pelo impedimento da catástrofe. (oi vei… 2)
Ou seja, se nem o GIZUZ da teologia da prosperidade
trabalha de graça, porque o diabo o faria…
A tal nota emitida ontem era, na verdade, uma
justificativa da tal Fundação Cacique Cobra Coral que foi contratada pela
organização do ROCK IN RIO, que resolveu contar com demônios nacionais para
garantir a festa de alguns satanistas internacionais e baianos
que lá se apresentaram sem qualquer disfarce.
A nota informa que a chuva do sábado deveu-se ao
fato de um dos carros do grupo não estar credenciado (uma falha de comunicação
astral, risos.): ” tínhamos 30 minutos para entrar na Cidade do Rock,
fazer o que precisava ser feito e voltar à nossa base, montada na cidade, para
distribuir a chuva por toda a cidade, para evitar enchentes. Por falta do
adesivo no carro, não tivemos acesso. Com o tempo escasso, retornamos à base e
priorizamos a cidade”. Na sexta e no domingo a equipe conseguiu entrar
normalmente no evento e a chuva não atrapalhou a festa.
Eu confesso que não sabia que demônios podiam
controlar o tempo… Mas, provavelmente, devem saber antevê-lo, dai que, quando
não vai dar para solucionar a parada, o médium some com o adesivo, do carro,
perde o documento do convênio, tira férias, mês sabático, etc… Mas uma coisa
eu sei: Muitos poderes se levantam para enganar a muitos e, os enganados,
seduzidos – pobres coitados-, já foram condenados, pois não creram na verdade e
foram atrás de mentiras para satisfazer a sua carnalidade. Leiam
Tessalonicenses.



Danilo Fernandes para o Genizah
PS: O que me deixa P%&0 da
vida é esta palhaçada de certos governantes que não perdem uma oportunidade de
arbitrar a laicidade do estado (MUITO JUSTO!) quando se trata do cristianismo,
mas não pensam duas vezes antes de contratar uma legião de demónios para
“proteger” a infeliz cidade do Rio de Janeiro. Com dinheiro público!
E o pior é que o povo do Rio, segundo as estatísticas oficiais, é o mais
evangélico (mesmo?) do país! Muito triste quando os bons são uns bananas! Eu
sou carioca, envergonhado, mas nunca calado!
Ficando claro que eu gosto de Rock,
do bommmm e do bemmm.
Please follow and like us:

Você pode gostar também

3 thoughts on “Rock in Rio: protegido espiritualmente por demônios”

  1. "Rock in Rio: protegido espiritualmente por demônios"

    Quando li isso quase ri, mas ao perceber que as pessoas realmente acreditam nisso senti uma tristeza e pena. São milhares de almas que continuarão presas na Matrix.

Deixe uma resposta