China pretende monitorar de perto as mídias sociais

A China vai intensificar o controle da
mídia social on-line e das ferramentas de mensagens instantâneas, disse o
Partido Comunista em um documento que marca a reação de mais alto nível do
governo até agora ao crescimento explosivo de microblogs.

Os planos do governo chinês de reforçar o
controle da internet e promover conteúdo aceitável ao partido governista
apareceram em um comunicado de um conclave recente da liderança do partido,
publicado no “Diário do Povo” na quarta-feira.
Os comunicados do Comitê Central do Partido
Comunista, que realizou um encontro anual que terminou na semana passada,
estabelecem as diretrizes políticas.
Esse comunicado deixou claro que os líderes
chineses buscavam maneiras de controlar melhor os microblogs, que se tornaram
canais populares de disseminação de notícias e opiniões com potencial para
debilitar o governo.
“Reforçar a orientação e a
administração de serviços sociais da internet e de ferramentas de comunicação
instantâneas, e regular a disseminação pacífica de informações”, dizia o
comunicado, que não fazia referências a microblogs.
“Aplicar a lei para punir
rigorosamente a disseminação de informações prejudiciais”, acrescentava,
sem entrar em detalhes sobre que tipo de regulação mais firme seria adotada.
O anúncio do encontro do PC é feito em meio
a alertas na mídia estatal que mostram que o governo está nervoso com a
ascensão dos microblogs e com seu potencial de driblar a censura.
“Dizer o que disseram em um documento
como este mostra que eles estão levando essa questão muito a sério”, disse
Li Yonggang, especialista em política de internet da Universidade Nanjing, no
leste da China.
“Esse é um sinal político, mas
provavelmente levará algum tempo antes de resultar em quaisquer medidas ou em
uma regulação.”
Os microblogs chineses têm muita fofoca e
conteúdo inofensivo. Mas também são um fórum para críticas das autoridades e
para relatos de tumultos ou abusos das autoridades. O que mais preocupa o
governo é o potencial deles de provocar o descontentamento popular.
Recentemente, um alvoroço se espalhou pelo
Weibo quando uma garotinha de 2 anos de idade foi atropelada por dois caminhões
e então ignorada por pedestres enquanto sangrava na rua. Ela morreu. 

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/

Comentário Semeando
Aos poucos a elite vai conseguindo os seus
objetivos, dentre eles, controlar, censurar a internet, espionando as redes sociais
através de agentes e militantes políticos, com intuito de nos vigiar de perto,
e verificar o que postamos, compartilhamos e escrevemos,  assim fiscalizar as nossas mensagens, para ver
se elas contém ataques e críticas aos  governos mundiais. Alerta total, o projeto
para censurar a internet está a todo vapor.
 
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta