Uma guerra “secreta”? General diz que China está planejando um ataque de míssil surpresa aos EUA

Seria uma guerra secreta? Uma guerra omitida? Enquanto o imbecil coletivo é distraído pela mídia, o “bicho está pegando” lá fora?
Para quem também não viu, em dezembro do ano passado, um avião ‘chemtrail’, com agentes americanos da CIA, foi abatido no aeroporto Shanghai Pudong, e nele continha um vírus mutante do H1N1 que seria espalhado pela China. (Veja a notícia aqui). Porque os EUA estariam querendo realizar este ataque biológico ao país oriental. 

Um ataque chinês aos EUA seria gravíssimo, pois do lado dos chineses estariam a Rússia, Irã, Coréia do Norte, Venezuela, e outros demais loucos… Vamos pesquisar mais e acompanhar! Leia a notícia:
Um General chinês reformado recentemente revelou que este país pode estar planejando um ataque surpresa aos Estados Unidos. O anúncio público de Xu Guangyu veio em resposta as revelações de WikiLeaks que no ano passado, Washigton teria advertido seus aliados de antemão sobre o teste da China de um míssil inteceptador.
A Secretária de Estado Hillary Clinton, num despacho classificado enviado em 9 de Janeiro último, instruiu as embaixadas americanas na Austrália, Grã-Bretanha, Canada e Nova Zelândia a notificar estes países dos próximos laçamentos dois dias depois. O cabo incluía detalhes dos locais de lançamento para o interceptador e o alvo, os modelos dos mísseis, o propósito do teste, e a data do teste.
Ontem, o Hong Kong’s South China Morning Post veiculou os comentários de Xu, agora no China Arms Control and Disarmament Association, no sentido de que satélites americanos teriam detectado a atividade nos locais de lançamento, mas que algumas das informações nos despachos, especificamente os tipos de mísseis e o dia do teste, devem ter vindo de uma fonte no solo. O WikiLeaks liberou este despacho, revelando um ou mais espiões americanos no corpo estratégido de mísseis da China, é talvez a mais significativa exposição do site de segurança dos EUA até à data.
O Jornal de Hong Kong observou que Xu disse que “se a China não poderia mais manter em segredo seus lançamentos de mísseis, não seria capaz de lançar um ataque surpresa sobre os EUA.”

A China está realmente num processo de planejamento para destruir o território americano com uma barragem e mísseis nucleares de preferência? O comentário de Xu, é claro, não é prova, mas revela que os generais chiness estão pensando em fazê-lo.

Infelizmente, o sentimento hostil de Xu se encaixa dentro de uma tendência preocupante. Especialmente desde o início do ano passado, tem havido uma série de comentários beligerantes de generais da China, almirantes e coronéis, alguns falando sobre a guerra com os EUA no futuro próximo. Em fevereiro passado, por exemplo, o coronel Xianging Meng disse que o Exército Popular de Libertação seria “qualitativamente aprimora” nas suas capacidades para forçar um confronto na política dos EUA para Taiwan dentro da década “, quando somos fortes o suficiente para uma luta corpo a corpo com o EUA “.
Dadas as declarações belicosas vinda das altas patentes militares da China juntamente com o comportamento agressivo bem documentado no Mar da China Meridional e outras águas periféricas – é difícil imaginar como observadores ocidentais podem negar as intenções da China e os confrontos que se avizinham. Obrigado, General Xu.
Fontes: http://www.worldaffairsjournal.org/bin/Is_China_Planning_a_Surprise_Missile_Attach.html e http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-a-china-est%C3%A1-planejando-um-ataque-a-m%C3%ADssil-surpresa
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta