COMETA ELENIN: Inteligência Artificial ?

Diretamente
do Projeto Camelot: a “Conferência de Elenin” ofereceu uma série de descobertas
importantes com relação ao cometa Elenin, sendo a mais importante delas a sua
artificialidade, os efeitos de campo de torção que ele exerce, e até a
possibilidade de ser algum tipo de nave.
 
O cometa Elenin pode ser uma espaçonave inteligente, de acordo com uma série de
palestrantes em uma conferencia que ocorreu recentemente, apresentada online no
famosíssimo site Project Camelot. Inúmeros entrevistados concordaram que o
Elenin estará na máxima proximidade, passando entre o sol e a Terra em um
momento de mudanças planetárias e sociais extraordinárias que coincidem como
fim do calendário maia. 

Uma série de indivíduos que fizeram revelações nesse sentido foi citado, dando
suporte à teoria segundo a qual Elenin poderia ser um objeto guiado
artificialmente que poderia ser responsável por mudanças planetárias em larga
escala por todo o sistema solar.


A
conferência trouxe grandes inovações no sentido de revelar alguns dos mistérios
que cercam o Elenin, com pareceres e testemunhos contundentes de indivíduos que
trazem a publico o aspecto artificial do objeto e sua orbita incomum. Em uma
omissão surpreendente, os organizadores da conferencia não apresentam
literatura cientifica com detalhes do impacto sísmico que o 
Elenin pode causar
na Terra. Ao combinar a interpretação ainda que superficial dos dados
científicos e as palestras da conferência, nós chegamos a uma conclusão
extraordinária: o cometa Elenin está causado perturbação gravitacional
poderosa, algo como uma tecnologia indicativa de uma nave interestelar que se
move em direção a Terra.
 
A Conferência Elenin foi organizada por Kerry Cassidy e apresentou palestrantes
que discutiam informação cientifica sobre o cometa. Richard
Hoagland, Dr.Joseph Farrel, Keith Hunter, Dr.Carl Johan Calleman e Andy Lloyd
participaram do evento. Hoagland
abriu o evento com uma apresentação sucinta da importância da orbita do Elenin,
e porque esta sugere um objeto artificial sob controle inteligente. (uma nave
antiga) ou um corpo natural (cometa) deliberadamente mantido em orbita
artificial. Ele enfatizou o periélio do Elenin (ponto mais próximo do sol) em
11 se setembro de 2011 como sendo evidencia de uma criação inteligente que
chama nossa atenção para as profundas mudanças geopolíticas que ocorreram
exatos dez anos antes.
 
Hoagland também apontou para o fato que na hora que o Elenin passar pela Terra
na maior proximidade, o asteróide 2005YU55 estará passando a apenas 200.000
milhas da Terra, em 9 de novembro. Como que “coincidentemente”, o FEMA (Federal
Emergency Management Agency, ou Agência Federal de Gerenciamento de Emergências
dos Estados Unidos) determinou o teste de segurança doméstica da FEMA, onde
rádios e televisões deverão dedicar tempo a um exercício de segurança. Seria
uma coincidência que os lideres de segurança nacional americana saibam de algo
de grande importância para acontecer nesta data?
O próximo palestrante foi Keith Hunter que declarou que os corpos celestes
irradiam sinais harmônicos que podem influenciar orbitas e atividades sísmicas
por aqui. Hunter declarou que o Elenin é um corpo de pequena massa que poderia
fazer algo incomum se capturado por “configurações harmônicas poderosas.” A
contribuição mais significativa de Hunter foi a relação entre as “configurações
harmônicas” a nível planetário e a atividade sísmica. Infelizmente, ele não
estava ciente do trabalho conduzido pelo doutor Mensur Omersbashich que reuniu
estudos aprofundados do alinhamento do Elenin com outros corpos celestes
coincidindo com abalos sísmicos importantes na Terra.
 
O doutor Omersbashich declarou que desde 2006, o cometa Elenin tem causado
impacto perceptível na atividade sísmica terrestre. Os escritos do Dr.
Omerbashich foram lançados em 11 de abril de 2011 e foram intitulados
“Astronomical alignments as the cause of M6 +seismicity”(Alinhamentos
astronômicos com causa de força sísmica de grau M6 ou mais). A idéia básica
deste estudo é que, quando corpos planetários se alinham com a Terra, isto gera
aumento da atividade sísmica. Ele oferece registros de grandes eventos sísmicos
de magnitude superior a seis, e de que estes teriam ocorrido em momentos de
alinhamento planetário.
 
O calendário maia, segundo o Dr. Carl Calleman, opera em nove ondas ou níveis
distintos. A nona onda, que coincide com o fim do calendário maia, ocorreria em
28 de outubro de 2011. Colleman acredita que o mundo entrará em uma nova era de
expansão da “consciência de unidade” neste instante. 
Enquanto o fim exato do
calendário maia é assunto controverso, e outros autores o colocam como sendo 21
de dezembro de 2012, Coleman sustenta que outubro de 2011 seria a data de
termino do calendário. Ele coloca que a data coincide com a passagem do Elenin
pela órbita da Terra sugerindo que esta será muito mais significativa que se
possa esperar.
 
Os principal organizador da conferência, Kerry Cassidy, revelou que uma série
de pesquisas reveladoras mostram que o Elenin é uma nave pilotada, e que de
fato é escoltada por uma frota de naves. Hoagland declara que isso já é sabido
confidencialmente por outros pesquisadores. O Dr. Joseph Farrel concorda com
este ponto de vista e alega que o Elenin deve ser uma nave pilotada por força
inteligente ou um corpo celeste natural guiado em orbita artificial. Hoagland
faz o comentário que talvez seja o mais relevante do encontro, sugerindo que o
Elenin seria provavelmente um gerador de campo de torsão ativado.
 
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta