Falsos profetas: Pelos frutos os conhecereis

Por Jhunior Silva
“E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição”. II Pe 2.1.
A igreja evangélica no Brasil é referência de avivamento espiritual, social e teológico para as demais igrejas no mundo todo, contudo, há graves problemas na sua estrutura eclesiástica que prejudicam a qualidade de vida espiritual dessa gloriosa instituição divina tais como: a proliferação de falsos profetas e mestres com rótulos de líderes religiosos, pastores, missionários apóstolos, bispos etc, cujo objetivo e desviar o cristão do caminho do Senhor através da disseminação continua de heresias.
O surgimento de falsos profetas é uma profecia bíblica principalmente para os últimos dias. Infelizmente, muitos evangélicos têm se tornando apostatas, sendo infiéis à Palavra de Deus e abandonando a santidade bíblica. “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.” Mt 7.15.
Os falsos profetas enganam o povo de Deus com discursos teológicos anti-biblicos a fim de condicionar a igreja, para ela aceitar apenas o que eles dizem e ensinam, balizando o relacionamento da igreja com o seu Criador de uma forma escusa e obscura. O que podemos dizer de pastores que estão sobre a administração de uma denominação sem chamada ministerial, sem preparo espiritual e teológico, ensinando erroneamente o caminho da fé? “Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”. II Tm 3. 17.
Os falsos profetas usam a bíblia para justificar o estelionato nas igrejas, alegando que determinadas práticas e procedimentos, estão dentro do contexto bíblico, um exemplo evidente disso é a solicitação freqüente de contribuições (dízimos e ofertas) além das possibilidades financeiras da igreja, e com penalidades severas para quem não contribuir, e pasmem, os falsos profetas chegam a condenar e amaldiçoar a vida daqueles que ousam não participar das contribuições, conforme os valores determinados por eles.
Uma boa parte desses valores arrecadados vão direto para os bolsos deles tornaram-se “mercenários da fé”. Alguns deles estão milionários, mas todos eles estão apodrecendo por dentro. São materialistas, hipócritas e mentirosos e, é claro, sabem disso. “E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem; todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua ganância, cada um por sua parte”. I. 56.11.
O que podemos dizer de falsos profetas que “realizam” em nome de Deus, tais curas, profecias, sinais e maravilhas mentirosas e diabólicas. Muitos andam tendo “novas revelações” em conflito com a Palavra de Deus, fazendo oposição à verdade bíblica dentro de muitas igrejas. I Tm 4.1; II Tm 4.3; Jd 3.4. Passando credibilidade e aparência de piedosos homens de Deus, espirituais e incorruptíveis à pobre igreja de Cristo sem discernimento espiritual. “E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos”. Mt 24.11.
O que podemos dizer de falsos profetas verdadeiros contrabandistas da fé cristã, que usam os púlpitos das igrejas para vender certos “produtos milagrosos” tais como: rosa ungida, camiseta consagrada, óleo da unção vindo de Israel, sabonete da fé, e tantas outras bizarrices e esquisitices, com intuito de enganar a igreja, mostrando lhes que estes utensílios são “milagrosos” e certamente resolverão problemas de caráter espiritual e material de quem os adquiriu. Não pense que os valore desses tais ”produtos milagrosos” são de baixo valor, muitos deles chegam a custar mais de cem reais! “E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas”. II Pe 2.3.
Como identificar um falso profeta?
Como saber se uma pessoa é um falso profeta? Vejamos alguns critérios bíblicos de avaliação: Primeiramente, devemos discernir o caráter da pessoa, procurando saber se ela tem uma vida de oração, manifesta uma devoção pura e sincera para com Deus. “Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” I Jo 4.1.
Essa pessoa produz o fruto do Espírito Santo em sua vida, ama pecadores, detesta o pecado e a ama a justiça? Gl 5.22.
Os emissários de Deus, normalmente fazem quatro coisas:
  1.    Honra a Cristo;
  2.    Conduzem a igreja à santificação;
  3.    Saem em busca das almas perdidas. Mc 16.15;
  4.    Proclama e defendem o evangelho Fp 1.16.
É importante que sejam cautelosos em relação aos falsos profetas e falsos mestres, tanto homens e mulheres, que “se autopromovem”, dizendo-se mensagens autorizadas por Deus para promoverem seu falso evangelho e atrair seguidores cegos para suas armadilhas, todavia não nós deixamos ser enganados por estes lobos vestidos com pele de cordeiro. Mt 7.15.
  
Como combater os falsos profetas na igreja?
Primeiramente devemos pedir a Deus em oração discernimento, para nos revelar quem está usando de engano na casa do Senhor, identificar os lobos vestidos de cordeiros para que possamos combatê-los a luz das Escrituras Sagradas toda sorte de heresias e mentiras praticadas por eles. “O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que fala mentiras não estará firme perante os meus olhos.” Sl 101.7.
A nossa maior a arma contra estes hereges é a verdade incondicional da Palavra de Deus, “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Jo 8.32. A fé é o nosso escudo e a Palavra de Deus é a espada espiritual contra as ciladas do diabo. Ef 6.17-18.
Devemos examinar as Escrituras Sagradas com intuito de verificarmos, se o que dizem tem veracidade bíblica, analisando, texto e contexto e sua aplicabilidade, por falta do conhecimento da Palavra de Deus, muitos cristãos caem facilmente nas armadilhas dos falsos profetas apóstatas, Os 4.6. Por conseguinte é um dever do cristão crescer na graça e no conhecimento, para não ser passado para trás II Pe 3.18.
Portanto através dos resultados, ou seja, os frutos podemos distinguir os falsos profetas, dos verdadeiros homens e mulheres de Deus, e obtermos uma dimensão precisa, se realmente pertencem a Deus e estão sobre a sua submissão ou se estão sobre a direção do seu ego, sobre os cuidados de satanás? Por intermédio dos frutos que produzem para o Reino de Deus (Salvação de Almas, Transformações de Vidas, Formação Novos discípulos, Amam Missões e no Serviço no Reino), podemos chegar a está conclusão.
  
Se porventura constatarmos tais características diferentes das citadas acima como: estelionato, subtração de dízimos e ofertas para si, se conduzem a igreja para longe dos desígnios de Jesus, ensinam o povo de Deus de uma forma errônea, pregam mentiras e praticam falsos milagres, podemos estar diante de um covil de ladrões composto por falsos profetas e mestres, que precisam ser urgentemente combatidos e banidos no meio da Igreja de Cristo, por homens e mulheres cheios do poder de Deus, capazes de desmascará-los e promover novamente comunhão e qualidade de vida espiritual para igreja.
“Por seus frutos os conhecereis. Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.”  Mt 7.16-20.
Consulta Bibliográfica
Lições Bíblicas: Epístola de Judas. 3º Trimestre 2007 – Ano 18. Nº64, Editora Betel.
Imagem: Google
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta