Pai de Michael Jackson diz que filho foi morto por Conspiracionistas

Joe culpa o médico: ‘meu sentimento é ruim quanto a ele’, mas acredita que exista uma teoria da conspiração em torno da morte do filho. Entenda.
  Joe Jackson em São Paulo
Joe Jackson, pai de Michael Jackson, lançou neste quinta, 25, em São Paulo, o livro “O que realmente aconteceu a Michael Jackson”, da Editora Mundo Editorial. O patriarca veio ao Brasil exclusivamente para falar sobre o livro e, durante a entrevista coletiva que deu no hotel Hyatt, na zona sul da capital paulista, discutiu a teoria da conspiração em torno da morte do filho, o talento do popstar e as surras aplicadas nas crianças Jackson.
  
Joe Jackson durante entrevista coletiva em São Paulo
Um livro para explicar a morte de Michael
O Brasil é o primeiro país onde o livro será lançado e, para Joe, a história é essencial para que se descubra o que, de fato, aconteceu com Michael Jackson. “Já dei muitas entrevistas antes de chegar aqui. A razão pela qual estou aqui hoje é para que o Brasil e o resto do mundo saiba o que realmente aconteceu com meu filho”, disse Joe, que não polpou elogios a Michael. “Meu filho foi o maior artista do mundo.”
Dr Murray: culpado ou inocente?
Joe não esconde a culpa que vê no Doutor Conrad Murray, responsável por dar a dose letal do anestésico propofol a Michael. “Meu sentimento é ruim quanto a ele. Por ver as coisas que ele oferecia a Michael fora do hospital. Quando você dá certos medicamentos, precisa ter profissionais por perto”, disse. 
Já Leonard Rowe, co-autor da obra e presente na entrevista, acredita que o médico não seja o único culpado. “Vimos que há mais pessoas por trás da morte de michael do que Dr Murray.”

Para Rowe, amigo da família Jackson há 30 anos, “o que aconteceu com ele poderia ser evitado”, e o livro é uma forma de entender os porquês de sua morte precoce. “Não estava buscando uma teoria, parti para dizer o que aconteceu na verdade com Michael. O que a mídia estava dizendo que aconteceu com ele não era verdade e isso não era justo com os fãs do Michael.”
A teoria da conspiração

Joe Jackson e Leonard Rowe acreditam em uma conspiração por trás da morte do Rei do Pop, que eles consideram assassinato. “Não dá para culpar só o Doutor Murray”, disse Leonard Rowe. “Esse tipo de coisa (conspiração) acontece no nosso país. O mesmo aconteceu com Martin Luther King e JFK. Sentimos que o mesmo aconteceu com Michael Jackson.”

A dupla acusa a empresa AIG, que administrava os bens de Michael, de estar por trás de sua morte. “A mídia insinua que a família está lucrando com a morte de Michael Jackson, quando quem está lucrando é quem não deveria”, disse Rowe.

Segundo ele, o advogado que fez o testamento de Michael e o próprio Doutor Conrad Murray estão ligados à empresa de seguros. “O advogado que estava vistoriando o contrato do Michael também tinha sido pago pela AIG. A AIG fez isso para manter controle sobre todos que estavam em volta de Michael. Ao fazer isso, eles não tinham resistência de ninguém”, disse Rowe.

Joe também acredita que a vida de Michael corria perigo. “(Se pudesse falar uma última coisa a Michael) diria que todas as pessoas que estavam ao redor dele o traíam.”.  Para ele, o vasto patrimônio do popstar despertava a cobiça de muita gente. “Michael era dono de metade da Sony Music, inclusive de algumas músicas dos Beatles. Ele me disse que eles matariam para ter isso. Acho que ele foi assassinado por uma série de pessoas, foi uma conspiração.”

  
Joe Jackson e Leonard Rowe
As suspeitas recaem também sobre a originalidade do testamento. “Michael não estava em Los Angeles quando o testamento foi supostamente assinado por ele. O nome dos filhos dele estava escrito errado no testamento, ele jamais faria isso”, conta Rowe. “Foram coisas como essas que nós descobrimos. Nenhuma outra cópia desse testamento foi encontrada em posse dele.”

“Quando lerem esse livro, espero que compreendam claramente o que aconteceu com Michael”, finalizou Rowe. Joe também alertou para os documentos contidos no livro. “Queria agradecer a todos que estão aqui para ouvir a verdade que não foi dita. Queria agradecer aos fãs de todo mundo. Esse livro tem documentos que precisam ser conhecidos.”

Ciente da seriedade das acusações, Joe disse “aconselhei Rowe a usar colete a prova de balas.”
 Os filhos de Michael Jackson durante entrevista a Oprah
Prince, Paris e Blanket, os filhos de Michael
Joe falou sobre os filhos de Michael, que hoje vivem com ele e Katherine Jackson em uma mansão na Califórnia. “Os filhos do Michael são ótimas crianças, muito inteligentes. Vão a escola particular, conseguem ler livros rapidamente. Temos muito orgulho deles”, disse.

Segundo Joe, o próprio Rei do Pop foi o responsável por uma disciplina tão boa das crianças. “Enquanto eles estavam com Michael, assistiam à TV uma semana por mês, no resto do tempo eles estavam estudando. Michael os criou muito bem.”

Violência contra os filhos
Repetindo o que disse a Oprah Winfrey, Joe diz não se arrepender ao usar violência na hora de disciplar os filhos – um dos traumas de Michael.

“Tudo que eu fiz, tentei fazer da forma correta. Nunca meus filhos foram presos, nem se envolveram com drogas. Criar e sustentar nove filhos não é uma coisa fácil de se fazer”, contou. “Muitas famílias precisaram de ajuda do governo para se sustentar, mas consegui manter meus filhos juntos e colocá-los no showbusiness. Tenho muito orgulho disso.

Indagado se usaria os mesmos métodos com os filhos de Michael, disse: “quanto aos filhos do michael, eu sei que essa preocupação existe”, e mudou de assunto.

Cuidado com o filho
Joe contou que estava de olho na saúde do filho nos últimos meses de vida. “Nos últimos meses, eu estava muito próximo de Michael, queria garantir que tudo ia dar certo. Marquei uma consulta para ele ir ao médico.”

Entrevista a Oprah
A famosa entrevista dada a Oprah Winfrey no começo do mês também foi lembrada na entrevista. “A entrevista ficou muito boa, ela ajudou a promover a verdade sobre as coisas que estavam ocorrendo.”

Comparação entre Katherine e Michael
Para Joe Jackson, Michael puxou o coração mole da mãe, Katherine. “Minha esposa é muito parecida com Michael. Ele praticamente confiava em todos, puxou isso da mãe dele. Ela confia em todos e no final descobre que não deveria confiar tanto nas pessoas. Michael costumava dar coisas valiosas para pessoas que ele realmente amava”, disse. “Michael era um alvo, porque era o maior astro do entretenimento.”

Fonte: Globo.com
Please follow and like us:

Você pode gostar também

2 thoughts on “Pai de Michael Jackson diz que filho foi morto por Conspiracionistas”

  1. Fora isso eu tenho certeza que ele sabia algo muito grande que acontecia por trás da indústria da música. Afinal ele simplesmente "saiu" dos palcos e só lançava discos sem nem mesmo grande publicidade. Ele começou "abrindo o bico" discretamente quando disse nos ensaios de "This is it" (no filme póstumo) que se não fizesse seu show "antes de 2012 não daria mais para fazer", afirmação no mínimo estranha. Não acho que nada cósmico na verdade vá acontecer neste ano, mas acho que tem algum "carnaval" bizarro preparado e Jackson sabia. Sei lá, é que essa história parece muito mais com queima de arquivo do que com ganância por direitos autorais. O cara tinha muitos problemas, mas esse caso tá muito mal contado pelos envolvidos.

    Outra coisa que não me tira isso da cabeça é a relação que a lady gaga faz com ele desde o clip "just dance". Outro alvo foi a Madonna, quando eu vi o clip do "born this way" sabia que ia "feder" pro lado dela, e logo depois veio a história de fraude financeira da ONG da Madonna. Tem algo de estranho nisso tudo! Muito estranho!

  2. @Mary
    Com certeza Michael Jackson foi morto porque denunciaria aos pucos o lixo por baixo do tapete que a elite global, e a idustria do entretenimento escodia por debaixo do tapete, ai resolverão dar cabo da vida dele.

    Lady Gaga substituiu muito bem ícones da indústria do entretenimento, seus clipes e músicas são carregadas de mesagens não tão subliminares, fora os símbolos ocultitas que ele mostra nos mesmo.
    Acredito que 2012 não irá contecer nada em relação ao clima, no entando creio que surgirá um novo comando político "Nova Ordem Mundial" e um lider global, que levará o mundo numa ditadura sem medidas.

Deixe uma resposta