LHC o destruidor escapa de processo

 LHC é absolvido pela segunda vez em processo de “risco contra o planeta”
 A mais recente tentativa de processar o maior acelerador de partículas do mundo pelo potencial perigo que representaria ao mundo fracassou.
Uma corte de recursos do Havaí absolveu o Departamento de Energia dos EUA, a Fundação Nacional de Ciência e outros órgãos de financiamento de pesquisa da responsabilidade de quaisquer consequências que possam resultar do Grande Colisor de Partículas (LHC, na sigla em inglês), instalado na Suíça.
Maior acelerador de partículas do mundo, o LHC foi absolvido de processo que questionava sua segurança, alegando seu potencial para destruição do planeta
“A dano alegado, a destruição da Terra, não pode ser de forma alguma imputado a uma falha do governo dos EUA em elaborar uma declaração de impacto ambiental”, diz a decisão da corte.
David Harris, da revista “Symmetry”, descreveu a decisão de três páginas como “curta e encantadora”. “De acordo com a decisão, o pleiteante não conseguiu apresentar uma ‘ameaça concreta de dano’, e o governo dos EUA não controla a operação do LHC e, portanto, não é a instituição que deveria ser acusada em juízo.”
SEGURANÇA
O recurso foi pedido por Walter Wagner, do Havaí, e Luis Sancho, da Espanha. Em 2008, quando o LHC estava em fase final de construção, a dupla entrou com um processo na corte distrital do Havaí contra o Cern, instituição europeia que opera o LHC, e o governo americano.
Wagner e Sancho queriam que fosse provada a segurança do LHC antes que fosse permitida sua entrada em operação. De acordo com o jornal “Telegraph”, o processo foi arquivado após a emissão de uma sentença de 24 páginas.
A mais recente decisão é bem-vinda pelos cientistas do LHC. Apesar da dor de cabeça burocrática resultante dos processos, há quem considere o episódio benéfico por divulgar o Cern, o LHC e conceitos de física de partículas entre a população em geral.
 
 Fonte: folha.uol
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta