Irã diz que cigarros são contaminados com sangue de porco e material nuclear

 DA ASSOCIATED PRESS, EM TEERÃ
Um oficial iraniano afirmou nesta sexta-feira que os cigarros contrabandeados para o Irã foram contaminados com sangue de porco e material nuclear como parte de uma conspiração do Ocidente.
Mohammad Reza Madani, da Sociedade para Combate ao Fumo, disse que os cigarros Marlboros que entram ilegalmente no país contém hemoglobina de porco e um material nuclear não identificado.
Citado pela agência semi-oficial de notícias Mehr, Madani disse ainda que a Philip Morris International, que vende Marlboro fora dos Estados Unidos, é liderada por “sionistas” e deliberadamente exporta o produto contaminado.
Ele não deu, contudo, qualquer evidência da denúncia ou informação de como foi descoberta a contaminação dos cigarros.
Teerã, que frequentemente denúncia conspirações das potências ocidentais, afirma que 20 bilhões de cigarros são contrabandeados para o Irã todos os anos. 
Please follow and like us:

Você pode gostar também

Deixe uma resposta