28 janeiro 2015

Ataques ao islã causarão a 3ª Guerra Mundial, afirma líder muçulmano

Quem mora em países onde o islamismo não é uma força política-religiosa tem dificuldade de entender como uma simples caricatura do profeta Maomé pode ter gerado tantos protestos de muçulmanos indignados. Em vários países da Ásia e da África, ocorreram marchas, manifestações violentas por causa do ataque ocorrido na redação do semanário francês Charlie Hebdo. Casas e igrejas foram queimadas, pessoas ameaçadas e mais uma vez viu-se a face da intolerância religiosa levada a um extremo.
Para os apoiadores do partido religioso Jamiat-e-Ulema Islam, do Paquistão, a resposta veio com a queima de bandeiras francesas, americanas e britânicas em um protesto contra o Charlie Hebdo em 23 de janeiro.

A farsa: Rothschild COMPRARAM o Charlie Hebdo antes do atentado


Os atentados de 7 de janeiro em Paris cada vez mais se parecem ao 11-S. Se fôssemos da Guarda Civil diríamos que o “modus operandi” é o mesmo, que é a mesma mão que balança o berço.

O caso é que uma revista econômica holandesa, Quote, revelou a informação da compra em 9 de janeiro, dois dias depois dos atentados, e o jornal alemão NeoPresse a reproduziu dez dias depois. A família de banqueiros Rothschild comprou uma revista em ruínas em dezembro do ano passado e ao mesmo tempo o jornal “Libération“, outro velho fóssil de maio de 68, que entrara para as fileiras da pura e dura reação há muito tempo.

Se alguém tinha dúvida dos motivos pelos quais os últimos números de Charlie Hebdo estavam sendo lançandos desde a redação do “Libération”, aqui está a resposta: porque são do mesmo dono.

27 janeiro 2015

Querem privatizar, controlar, e vender a nossa Água, alerta docente da USP

Ouça o vídeo e tire suas próprias conclusões


Conheça a real “Felicidade” da Coca-Cola | Sequestros, torturas e desvio de água (São Paulo)

“Obrigado por compartilhar a felicidade”, diz-se no último anúncio da Coca-Cola (em espanhol), mas olhando de perto parece que a Coca-Cola de felicidade compartilha bem pouco. Se pensam que não, perguntem aos trabalhadores das fábricas que a multinacional pretende fechar agora no Estado Espanhol ou aos sindicalistas perseguidos, e alguns, até sequestrados e torturados na Colômbia, na Turquia, no Paquistão, na Rússia, na Nicarágua ou às comunidades da Índia que ficaram sem água após a saída da companhia. Isso para não falar da péssima qualidade dos seus ingredientes e do impacto na nossa saúde.

Segundo professor da Unicamp: São Paulo caminha para uma Guerra de Água



Sem chuvas que recomponham ao menos parcialmente reservatórios e a vazão dos rios, a Grande São Paulo e a Região Metropolitana de Campinas (RMC) caminham para uma guerra da água ao longo de 2015. A advertência é do professor Antônio Carlos Zuffo, do Departamento de Recursos Hídricos da Unicamp, que lamenta a “ausência total de planos de contingência e a centralização das decisões sobre a crise hídrica no governo de São Paulo”. Os reservatórios do Sistema Cantareira, que abastecem metade da Grande São Paulo, chegaram a 5,3% nesta sexta-feira, 23 de janeiro. 

A vazão do rio Atibaia, de onde saem mais de 90% da água consumida em Campinas, estava em pouco mais de 5 metros cúbicos por segundo às 14 horas. O limite crítico para abastecimento é de 4 m3/s. O professor Zuffo observa que as chuvas nos meses de maior precipitação, dezembro e janeiro, estão muito abaixo das médias históricas. Em dezembro choveu 70% da média e em janeiro, até hoje, dia 23, choveu somente 24%. 

25 janeiro 2015

Jornalista Espanhol afirma: A crise de 2008 foi planejado pelo Clube Bilderberg que visam a criação de um governo global

O jornalista espanhol e pesquisadora Cristina Martin Jimenez, disse em entrevista a uma rádio Português que o Clube Bilderberg está diretamente ligada à crise econômica de 2008. De acordo com o especialista, o grupo secreto quer "criar um único governo global em mãos privadas" e "em Portugal, Espanha e Grécia governada pela Troika".

Jiménez, autor de "Lost. Os planos secretos de Clube Bilderberg ", diz o grupo, criado em 1954, durante a Guerra Fria como um" pacto acima estados, democracias e governos para conter o expansionismo soviético "agora é formado pelas" elites "que "conspiram e presidentes colocados" para"subtrair a soberania nacional". 

Cientista ateu da estação espacial garante que viu anjos no espaço e Nasa proíbe cometários


O cientista Mark Kelly da estação espacial na estratosfera garante que viu anjos no espaço enquanto trabalhava ao lado de fora na manutenção de um satélite da NASA. 

"Foi nítido e claro, eles passaram perto de mim algo de 50 metros, na hora fiquei apavorado, pensei que estava tendo alucinações, eles estavam indo para a terra".

Segundo ele divulgou no twitter que na época em que esteve lá em 05 de Junho de  2008 na missão STS-124 viu oito seres brancos que viajavam pelo espaço em direção a terra enquanto instalava câmeras de vídeo nas laterais do laboratório japonês Kibo.